A MEDIADORA – 1° LIVRO – A TERRA DAS SOMBRAS

DE:  MEG CABOT

A TERRA DAS SOMBRAS
1° LIVRO

“… Até que me virei para a janela e vi que alguém já estava aboletado no assento que o Andy fizera para mim com tanto carinho. Era uma pessoa que não era minha parenta, nem de Soneca, Dunga ou Mestre. Voltei-me para o Andy, para ver se ele tinha notado a presença do intruso. Mas ele não tinha, embora a pessoa estivesse bem ali, bem diante do seu rosto. Minha mãe também não a havia visto. Ela só estava vendo o meu rosto. Desconfio que a minha expressão não devia ser das mais agradáveis, pois a expressão da minha mãe mudou completamente, e ela disse, num suspiro:

     — Ah, Suze, outra vez?!…

    Vou ter de explicar. É que eu não sou exatamente como qualquer garota de 16 anos. Quer dizer, acho que eu pareço bastante normal. Não uso drogas, nem bebo, nem fumo — tudo bem, só daquela vez em que o Soneca me pegou. Não tenho nenhum piercings, só furos nas orelhas, e só um em cada lóbulo. Não tenho nenhuma tatuagem. Nunca pintei o cabelo. À parte minhas botas e minha jaqueta de couro, não exagero no preto. Nem uso esmalte escuro nas unhas. No final das contas, sou uma adolescente americana perfeitamente normal e comum.

     Só que eu falo com os mortos.

    Talvez não devesse dizer assim. Talvez devesse dizer que os mortos é que falam comigo. Quer dizer, eu não ando por aí procurando esse tipo de conversa. Na realidade, tento evitar essa coisa toda o mais que posso. Mas o negócio é que às vezes eles não me largam.

    Estou me referindo aos fantasmas.

   Não acho que eu seja maluca. Pelo menos não mais maluca que qualquer outra adolescente de 16 anos. Suponho que posso parecer maluca para certas pessoas. A maioria do pessoal no bairro onde eu morava certamente achava isto. Que eu era biruta. Mais de uma vez puseram os conselheiros da escola para cuidar de mim. Às vezes chego a pensar que talvez até fosse mais fácil simplesmente deixar que me trancafiassem. Mas mesmo no nono andar de Bellevue — que é onde eles trancafiam os loucos em Nova York — eu provavelmente ainda não estaria a salvo dos fantasmas. Eles me achariam.

     Eles sempre me acham…”

A TERRA DAS SOMBRAS — Suzannah é uma menina perfeitamente normal, de dezesseis anos. Que fora morar com sua nova família, na Califórnia. Sua mãe, o seu padrasto e seus três novos irmãos. Apesar  das mudanças serem radicais, o que mais a assustou foi ter que ir morar em uma casa antiga. Estudar em uma escola antiga, onde com certeza ela iria encontrar muitos fantasmas. E eles, a encontrariam.  Pois ela era uma MEDIADORA.  Ajudava as almas  perdidas, a encontrar  o seu destino.

Ela vivia se metendo em confusões por causa desse seu dom, o de  poder se comunicar com os espíritos. Mas finalmente encontrou um aliado para o seu carma. O padre, Dominic. O diretor da sua nova escola. Ele tinha o mesmo dom que ela, de poder falar com os mortos.  E  tenta ensiná-la a  ser mais paciente e  menos agressiva quando abordada pelos espíritos, pois ela sempre estava em pé de guerra, com eles.

        Um desses espíritos  morava em seu novo quarto. Seu nome era Jesse. Um lindo e tentador fantasma.

QUER SABER MAIS? ACESSE:   www.megcabot.com

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s