MILLENNIUM – 1°LIVRO – OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES

DE: STIEG LARSSON

       “… Henrik Vanger olhou o relógio.

       — Meus trinta minutos se esgotaram, mas estou chegando ao final da história. Concede-me alguns  minutos mais?

       Mikael balançou a cabeça e falou:

      — Continue.

  — Vou ser breve então. Eu não tinha filhos, um contraste considerável com os outros irmãos e membros da família, que pareciam obcecados pela necessidade estúpida de perpetuar a linhagem. Gottfried e Isabella vieram morar aqui, mas o casamento começou a se desfazer. Depois de um ano, Gottfried se instalou em sua cabana, onde passava longos períodos sozinho, só retornando à casa de Isabella quando estava muito frio. Acabei me encarregando de Martin e de Harriet. Em mais  de um aspecto eles passaram a ser os filhos que nunca tive. Martin era… Para dizer a verdade, houve um momento  em sua juventude em que temi que seguisse as pegadas do pai. Era indolente, introvertido e hipocondríaco, mas também podia ser charmoso e entusiasta. Passou por alguns anos difíceis na adolescência, mas se endireitou ao começar a universidade. Ele…  bem, apesar de tudo ele é diretor-executivo do que resta do grupo Vanger, o que deve ser encarado como saldo razoável.

      — E Harriet? — perguntou Mickael.

   — Harriet tornou-se a menina dos meus olhos. Tentei dar a ela segurança e, a partir daí, confiança em si mesma. Nós dois nos entendíamos muito bem. Considerava-a como filha e ela passou a ser mais próxima de mim que dos próprios pais. Entenda, Harriet era uma menina muito especial. Introvertida como o irmão, na adolescência teve uma atração romântica pela religião, o que a distinguia de todos os outros membros da família. Mas também tinha talentos  evidentes e uma inteligência rara. Um grande senso moral e uma grande honestidade. Quando estava com quatorze anos, quinze anos, eu tinha  a certeza de que ela, mais do que o irmão e todos os primos e sobrinhos ao meu redor, seria um dia chamada para dirigir o grupo Vanger ou, pelo menos, para desempenhar algum papel  central nele.

       — E o que aconteceu?

    — Chegamos agora à verdadeira razão pela qual eu  gostaria de contratá-lo.  Quero que descubra quem, na família, assassinou Harriet Vanger que há quase quarenta anos vem tentando me fazer mergulhar na loucura…”

OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHER — Mikael Blomkvist é um  jornalista investigativo e um dos donos da revista Millennium. Mas se vê   condenado por difamação, ao acusar um poderoso financista,  de ter desviado fundos sociais, destinados a investimentos industriais na Polônia, para o tráfico de armas. Então ele resolve se afastar da Millenniun, para evitar que uma represaria contra ele possa a vir afundar a revista também.

Nesse meio tempo em que ele está sem emprego, o empresário Henrik Vanger faz-lhe uma proposta de trabalho um tanto incomum. Pede para que ele escreva uma biografia sobre sua vida, enquanto investiga qual dos seus parentes assassinou sua sobrinha de dezesseis anos, há trinta e sete anos atrás…

QUER SABER MAIS? ACESSE:

www.stieglarsson.com

Contato:

 jugloxinia@uol.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s