SENHORES DO SUB-MUNDO -2° LIVRO – DARKEST KI

DE:  GENA SHOWALTER

LUCIEN DEMÕNIO DA MORTE

    ” …Anya observou sua cara. O modo que aquelas cicatrizes tinham sido feitas não devia ter sido agradável. Tinha sofrido muito. De repente, essa ideia lhe provocou ira. Quem tinha feito mal a ele, e por quê? Uma amante ciumenta?

    Parecia que alguém tinha pego uma faca e o cortado como se fosse um melão, e depois tentado juntar as peças, desordenadamente. Mesmo assim, a maioria dos imortais sarava rapidamente, então Lucien não deveria ter ficado com marcas de suas feridas, deveria ter se curado por completo.

     Teria cicatrizes similares no resto do corpo? Ao pensar nisso, se sentiu muito excitada. Ela o tinha espiado durante semanas, mas não tinha conseguido ver seu corpo. Ele sempre arranjava para tomar banho e se trocar depois que ela partisse. Acaso havia sentido a sua presença e se escondeu?

     ― Se não a conhecesse, pensaria que é uma isca, como meus amigos ― disse ele.

     ― E por que pensa que me conhece?

     Ele arqueou uma sobrancelha.

     ― É uma isca?

   ― Quer que eu seja? — perguntou ela, no tom mais sedutor que pôde. — Porque posso ser o que você queira, amor.

     — Deixa-o já — grunhiu ele. — Eu não gosto deste jogo que está jogando.

     — Não estou jogando, Flores. Te prometo.

     — O que quer de mim? E não me minta.

    — Aceitarei um beijo ― disse ela, olhando seus lábios suaves, rosados. — Na realidade, insisto em que me dê um beijo.

   — Não encontrei nenhum caçador ― disse Reis naquele momento; havia aparecido de repente junto a Lucien.

     — Isso não significa nada ― protestou Sabin.

    — Não é caçadora, e não trabalha para eles ― disse Lucien, sem afastar os olhos de Anya enquanto fazia um gesto a seus amigos para que se retirassem. — Preciso estar um momento a sós com ela.

     Aquela afirmação assombrou Anya. E, além disso, queria estar com ela? Sim! Salvo que seus amigos não partiam. Idiotas.

       — Somos dois desconhecidos ― disse Lucien, continuando sua conversação como se não tivesse sido interrompida.

       — E o que? Os desconhecidos se relacionam todo o tempo ― disse ela. — Se beijar um pouco não tem nada de mau, não?

        — E o que vai conseguir com um só beijo?

        Tudo. Anya sentiu uma grande impaciência, e passou a língua pelos lábios.

        — Sempre é tão falador?

         — Não.

    — Beija-a, Lucien, antes que o eu faça, seja uma isca, ou seja, o que seja — disse Paris com uma gargalhada. Embora fosse uma risada bondosa, tinha um toque de aço.

     Lucien continuava resistindo. Ela notava os batimentos de seu coração contra as costelas. Acaso se sentia sobressaltado por seu público? Era uma pena. Ela estava disposta a arriscar algo, e não ia deixar que ele lhe escapasse…”

(Traduzido por fãs) 

DARKEST KISS ― Ou, “O beijo mais escuro.” Anya, a deusa da anarquia, embora contasse séculos de existência, não tinha conhecido ainda o prazer. Graças a uma maldição que sofrera quando ainda era uma menina. Mas ao conhecer Lucien, um dos senhores do submundo, que carregava consigo o demônio da morte, ela se vê atraída por ele como a nenhum outro, arriscando até a própria liberdade para tê-lo.

     Mas o Senhor do Submundo recebe uma ordem do deus Cronos, de tomar a alma de Anya. Então, a incontrolável atração se converteu em angustiosa perseguição.

    

 

QUER SABER MAIS? ACESSE: 

http://members.genashowalter.com.

Contato:

 jugloxinia@uol.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s