NIGHT HUNTRESS WORLD – 02 – ETERNAL KISS OF DARKNESS

DE: JEANIENE  FROST

 

     ” … O olhar de Mencheres demorou-se nos peitos dela até que Kira cruzou os braços sobre eles com uma irritação óbvia. Ela deu a ele um olhar penetrante enquanto os olhos dele viajaram para cima para encontrar os dela. Ele olhou para longe, quase rindo do seu inesperado abuso. Quantos séculos se passaram desde que ele foi pego cobiçando os seios de uma mulher? Os seios vestidos de uma mulher, na verdade. O seu co-regente, Bones, iria fraturar uma costela rindo se ele soubesse.

     ― Algumas coisas não devem mudar nunca, ― Kira murmurou sobre sua respiração.

     Mencheres se encontrou sorrindo. ― Parece que não. ―

     Kira passou uma mão no seu cabelo, dando a ele mais um feminino, e desaprovador olhar antes da sua expressão ficar séria.

     ― Por que você não parou aqueles ghouls ontem antes de eu aparecer? Você…

   ― Quieta, ― Mencheres disse instantaneamente. Gorgon saiu de vista, mas ele ainda podia escutá-la.

    ― Eu pensei sobre isso, mas não faz sentido, ― Kira continuou, ignorando completamente a ordem dele para ficar calada. Por um segundo de surpresa, Mencheres não soube como reagir. Devem ter passado séculos ao menos desde que um humano ousou ignorar suas ordens. ― Você nem precisou tocar neles para ― uou!…

   Ele saltou da piscina para fisicamente impedir Kira de pronunciar outra maldita frase colocando seu dedo na boca dela. Água pingando nas roupas dela, e seus pálidos olhos verdes se arregalaram enquanto ele se aproximava dela.

     ― Nunca fale sobre isso novamente, ― Mencheres disse, sua voz suave, mas dura. Ele não podia hipnotizá-la para que ficasse em silêncio, mas se precisasse, ele iria amordaçar Kira para que Gorgon não descobrisse sobre o frustrado plano de Mencheres com os ghouls de ontem.

     Os batimentos cardíacos dela se aceleraram no momento que ele pulou da água, e continuaram elevados quando ela tirou os olhos do rosto para o resto do corpo dele. Então ela arfou.

     A sua respiração quente vibrou contra o dedo que ele manteve segurando os lábios dela. Kira arfou novamente enquanto seu olhar ia dos ombros até os pés dele, e então se fixou em um ponto no meio das pernas dele. Abruptamente, o humor sombrio de Mencheres por ela quase contar seu segredo, mudou para divertimento quando Kira parecia não ser capaz de afastar o seus olhos.
___
Quando o vampiro saiu da água para se agachar em frente a ela, o primeiro pensamento de Kira foi, Uh-oh. Ela nem viu ele se mover antes de ficar em cima dela, os olhos negros queimando com advertência, água pingando nela. Aquele único dedo nos lábios dela foi como um mini martelo, e Kira se lembrou que na cadeia alimentar, ele era o predador, e ela era a presa. Ele realmente não gostou desse tópico, então eu vou ficar quieta agora, foi sua decisão lógica.

   Então ela olhou para baixo ― e esqueceu o que ela ia perguntar para ele. Gotas de água acariciavam o mais duro, firme corpo que ela já viu. O peito, os braços, e a barriga de Mencheres eram cobertos com o mais intrigante padrão de músculos que pareciam muito perfeitos para serem reais. A sua pele clara apenas enfatizava o quão preto o cabelo dele era, pingando em rios negros até os seus ombros. Em algum momento ontem, ele cortou as partes desiguais, então estava no mesmo comprimento agora. O olhar dela se arrastou para mais baixo, revelando que as pernas dele eram tão deliciosamente esculpidas quanto o resto dele. Nada interrompeu a visão dela da firme, e ondulada carne dele, porque Mencheres estava nadando nu. Kira estava surpresa em ver que ele não tinha pelo em nenhum lugar, mesmo no meio das suas coxas…

     Os olhos de Kira se fixaram ali, se aumentando. Ai. Meu. Se o vampiro ainda não estivesse com o dedo nos lábios dela, ela os teria lambido por reflexo.

    ― Algumas coisas não devem mudar nunca, ― uma voz profunda registrou, enquanto o dedo dele deixava os lábios dela para levantar seu queixo.

    Kira relutantemente moveu seu olhar para encontrar os olhos escuros de Mencheres. Eles estavam desprovidos da antiga raiva, e os cantos da sua boca se retorciam. Sua mente distraída finalmente traduziu que ele repetiu a observação restritiva que ela fez mais cedo, e ela riu.

     ― Culpada, ― ela admitiu, resistindo à urgência de olhar para baixo novamente. Sem duvidas o vampiro não usava um short de natação.

     Ele sorriu enquanto se sentava. ― Alguém poderia dizer que eu sabia que isso aconteceria. ―
Ele se virou, puxando uma toalha branca de uma cadeira que estava próxima e colocou ao redor do seu quadril com uma casual falta de pressa que dizia que a ação era mais por educação do que por modéstia. Kira balançou a cabeça levemente. Pelo menos agora com ele coberto da cintura para baixo, ela poderia ser capaz de manter sua linha de pensamentos.

    Claro, sua linha de pensamento inicial foi o que o fez se jogar para fora da piscina para silenciar ela. Alguma coisa sobre ontem deixou Mencheres tão assustado, que ele se recusou a discutir isso com ela. Foi simplesmente porque ele esteve tão perto de ser comido por ghouls? Ele não quer se lembrar de quão indefeso ele ficou? Ele não parecia envergonhado por isso ontem quando ela acordou pela primeira vez, mas talvez isso tenha mudado. Uma reação traumática atrasada, ou algo familiar. Ela já experimentou isso antes.

     De qualquer maneira, era claramente um assunto delicado, e mesmo que todos os seus instintos investigativos estivessem queimando de curiosidade, ela preferia sua liberdade. Estava claro que se manter de bem com Mencheres estava diretamente relacionado com ele deixar ela ir, então ela deixou para trás o assunto da confusa falha dele para conseguir sua liberdade mais cedo. Voltar a sua vida era mais importante do que descobrir porque um vampiro assustador e poderoso tinha quase morrido nas mãos de vários ghouls que ele tinha matado mais tarde sem nem ao menos ter tocado neles.

    ― Você disse que eu podia ligar para minha irmã, ― Kira o lembrou, mudando de assunto.

    Ele se levantou com a mesma rapidez e graça que todos os seus movimentos pareciam ter. ― Sim eu disse. Venha. ―

     Mencheres ofereceu sua mão e Kira a pegou, deixando-o puxá-la até ficar em pé. Ela olhou para sua blusa e calça emprestadas, sentindo elas se aderirem a ela nos lugares que a água da piscina do Mencheres tinha pingado.

     Ele ofereceu a sua toalha sem a mínima hesitação, sendo que era a única coisa cobrindo-o. ― Por favor, use isto. ―

     Assim como quando ela estava pendurada pela corda do lado de fora da casa, Kira disse a si mesma para não olhar para baixo. ― Ah, não obrigada, eu acho que você precisa mais disso do que eu.

     A boca dele se retorceu de novo, como se ele estivesse lutando para esconder um sorriso…”

(Traduzido por fãs) Equipe Night Huntress de Tradução.

ETERNAL KISS OF DARKNESS – Ou, Beijo Eterno das Trevas – Mencheres, um poderoso Vampiro Mestre, um dos mais velhos vampiros existentes na face da Terra, teve seu destino mudado ao ter que intervir na morte iminente, de uma mulher. Que inadvertidamente pensava estar salvando-o de um ataque de ghouls.

A investigadora particular de Chicago, Kira Graceling, deveria apenas se manter andando, mas seu senso de responsabilidade não a deixou ignorar os gemidos de dor que vinham de dentro de um armazém pouco antes do amanhecer. Ela enfrentou os ghouls e esteve a beira da morte ao tentar resgatar Mencheres. E de repente se viu em um mundo que jamais imaginou, nem em seus piores pesadelos.

  Mencheres que pensava ter visto de tudo, fica surpreso ao conhecer Kira. Uma mulher bonita, determinada, destemida e… humana. E que só se aproximou dele pensando em ajudá-lo. Seus poderes não afetam sua memória, ele não consegue nem ler sua mente. Ele fica fascinado por suas atitudes e totalmente atraído por ela. Mas ela desconhece sua verdadeira história… Uma guerra imortal estava sendo tramada nas trevas…

Embora ele queime por Kira, ele não pode mantê-la em seu mundo, pois significa arriscar a vida dela. Mas ter que mandá-la embora para ele seja algo impensável. Com o perigo se aproximando, Mencheres terá que decidir logo, abraçar seu destino, o qual ele já tinha previsto sua morte ou lutar com a mais escura magia para tentar derrotar seu inimigo. Por seu povo, e para manter a mulher que ele deseja,  viva.

QUER SABER MAIS? ACESSE:   http://jeanienefrost.com/

VAMPIT

J. P. Santos. Agradesce.

https://vampitdivulgalivros.wordpress.com

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

GOSTOU?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s