VAMPIROS DE CHICAGOLAND – 3° LIVRO – TWICE BITTEN

DE: CHLOE NEILL

 

     “…Levantei o olhar. No canto do quarto, dentro de um recipiente de vidro grande, foi colocado um ovo Fabergé brilhante.

     — Oh, wow. — disse, caminhando para ele para olhá-lo melhor. Um pingente brilhava sobre ele, iluminando o lustroso esmalte verde primavera e o dourado dragão que o rodeava.

     — Era de Peter. — disse Luc.

     O olhei. — Peter?

     — Peter Cadogan. — Luc caminhou para mim, de braços cruzados, logo fez um gesto para o recipiente de cristal. — O Mestre vampiro que fundou a Casa Cadogan. Foi um presente da realeza Russa. — inclinou-se, batendo um dedo no cristal. — Peter era de Wales, e é uma representação do dragão de Welsh. Vê os olhos?

     Assenti ao que apontava. Uma jóia vermelha delicadamente esculpida localizada nos olhos do dragão. Seis linhas brancas irradiando a partir do meio.

     — É uma estrela rubi. — disse. — Formosa, e incrivelmente rara.

    — Incrivelmente cara. — disse uma voz atrás de nós. Ambos no endireitamos e olhamos para trás. Ethan entrou; ainda em suas calças de combate, mas ao redor de seu pescoço havia incorporado uma toalha azul marinho que tinha o logotipo de um C em prata.

     — Banho. — disse. — Sintam-se em casa.

     Luc e eu nos olhamos enquanto Ethan caminhava para as portas duplas que levavam ao seu quarto. Abriu uma, deslizou dentro, e fecho atrás dele novamente.

     — Um banho me cairia bem. — assinalei.

     — Eu sei. Posso sentir seu cheiro daqui.

     Estava a meio caminho de discretamente cheirar meu…  quando percebi que ele apenas me gozando. — É tão engraçado.

     — É fácil.

    — Estava me dizendo sobre o ovo?

    — Oh! — disse Luc, logo continuou de forma ausente. — Assim que, Peter conheceu essa duquesa russa, e formaram um laço. Completamente platônico, segundo entendi, mas ele lhe fez algum tipo de favor. Ela quis lhe corresponder, de forma que o presenteou com o ovo e o enfeitou com o rubi.

     — Suponho que pagava para ter amigos. — concluí, logo olhei para Luc, deixando meu tom um pouco mais sério. — Falando de Peter, algum avanço com a substituição do nosso ex-colega? — Peter Spencer havia sido excomungado da Casa por nos trair por Celina, por ajudá-la em seus planos de chantagem, e seu complô para criar mais animosidade anti Metamorfos entre os vampiros, e anti Cadogan entre os humanos.

     Luc se fez de ocupado pegando algo na caixa de vidro ao redor do ovo. — Não estou pronto para falar sobre isso, Sentinela.

    Assenti e enfoquei meu olhar sobre o ovo, não totalmente surpresa pela reação de Luc. Ele havia golpeado um montão de parede do quarto de operações quando descobriu a traição de Peter. O oco havia sido rebocado, mas ainda não repintado. Era como uma mancha que marcava a traição. E não era surpreendente que Luc não estivesse ansioso em confiar em alguém mais.

     Uma batida soou nas portas do corredor.

     — Preparativos para nossa visita. — murmurou Luc, no mesmo tempo em que as portas eram abertas por um homem com jaqueta branca. Sorriu-nos educadamente a Luc e a mim, logo se moveu ao lado de uma maneira que um segundo Chef, desta vez uma mulher de branco, pudesse conduzir o carro dentro do quarto.

     O carro estava repleto de bandejas e as bandejas estavam cobertas com tampas de prata.

     Era o serviço de quarto.

    — Que convidado? — perguntei no mesmo tempo que, com eficiência de um serviço de hotelaria, a mulher começava a remover as tampas de prata e empilhar uns sobre os outros.

    Revelando uma propagação de comida. Biscoitos. Queijos. Um arco-íris de frutas, desde exuberantes fatias de manga a medalhões verdes de kiwis. Pequenas salsichas espetadas nos palitos. Senti remorso. Mallory amava essas coisas. Mas sendo que ainda estávamos distantes, pensar nela ainda doía. Agora, foquei minha atenção de volta no banquete móvel, e a bandeja de pequenos pastéis dispostos ao redor de algum tipo sementes rosa de papoula.

     — O convidado é Gabriel Keene. — disse Luc. — Ele passará para falar com seu Liege e meu.
Dei um leve bufar. — Presumo que isso significa que estão me envolvendo nas falcatruas dos Metamorfos esta semana?

     — Estou surpreso com você, Sentinela.

     Olhei para trás. Ethan entrava novamente na habitação, logo fechou as portas de seu quarto. Estava em calças pretas e uma camisa branca, sem gravata. A parte de cima estava desabotoada, e havia deixado de usar jaqueta. Com Luc e eu ainda em trajes de treinamento, era quase praticamente algo casual de negócios de hoje.

    — Tão raramente te envolvemos em falcatruas. — disse, logo assentiu a mulher que girou o carro. — Obrigado, Alicia. Meus agradecimentos ao Chef.

    Alicia sorriu, logo recolheu sua pilha de tampas de prata. Voltou-se e deixou o quarto, e o homem que mantinha as portas abertas nos deu um sorriso final enquanto saía novamente, fechou as portas atrás de si.

     — Você me envolve em falcatruas em cada oportunidade.

     — Ela tem um ponto, Liege.

     Ethan estalou a língua. — Capitão da minha Guarda e toma partido pela minha Sentinela? Oh, quão rápido se dão voltas.

     — Você é o primeiro em meu coração, Liege. É o primeiro em meu coração.

     Desta vez Ethan bufou. — Já veremos. Bom, a qualquer momento, veremos onde se situam as alianças de Gabriel Keene.

     Ethan olhou sobre as bandejas antes de pegar uma garrafa de água, girar a tampa, e tomar um gole.

    — Boa refeição. — lhe disse. Assentiu.

  — Pensei que seria amável oferecer algo para comer, e assumi que teria uma melhor oportunidade de manter sua atenção se te alimentava antes.

    Tinha que lhe conceder essa. Amava comer, e o incessante metabolismo vampírico não fazia muito para esgotar meu apetite. Pelo contrário. — Apenas recordemos Ethan, que te amo por suas carnes arrumadas e por suas carnes arrumadas somente.

     Desatou a rir. — Touché, Sentinela.

   Sorri-lhe, logo peguei um pedaço de queijo da bandeja e o coloquei em minha boca. Era saboroso e tenro, mas tinha esse estranho gosto de fundo que o queijo fino sempre parecia possuir.

    — Então. — comecei, quando mordisquei um pedaço mais para uma boa mesura. — Porque Gabriel está vindo a Casa?

     — Lembra-se que ele queria falar sobre o regime de segurança para a convocação?

     Assenti. Gabriel o havia mencionado quando passou pela Casa fazia uma semana.

     — Bom o resultado é, que você é o regime de segurança.

     Fiquei em branco. — Eu sou o regime de segurança? O que significa isso?

     Ethan pegou uma azeitona do palito com seus dentes. — Significa; Sentinela, que a atiraremos aos lobos…”

(Traduzido por fãs) – Pesquisa e disponibilização:After Dark

TWICE BITTEN – Ou, Mordida Duas Vezes – A Sentinela Merit a mais nova vampira de Chicago, fora emprestada por Ethan Sullivam, o Vampiro Mestre da Casa Cadogan, para o líder da Manada Central da América do Norte de Metamorfos, o Alfa Gabriel Keene. Para protegê-lo durante um evento onde todos os metamorfos foram convocados para decidir se ficam em Chicago e lutam junto aos vampiros ou vão para Aurora, um pólo remoto no selvagem norte do Alaska, para  se esconder enquanto uma guerra profetizada  estar por vir. Ao mesmo tempo Merit é abordada por um Grupo Secreto de Vampiros intitulados de GV – Guarda Vermelha. E, ela é convocada para ser mais um de seus integrantes.

Em meio a esse período, Ethan dá a Merit um treinamento acalorado,  para ajudá-la a ser mais eficiente nas lutas corpo a corpo. E finalmente aquece de vez o clima já existente entre eles… Porém, em meio a reuniões tumultuadas dos metamorfos,  intrigas, suspeitas, cenas de ciúmes e o retorno de uma velha namorada de Ethan, Merit se vê em conflito emocional. Mas quando alguém ataca o líder dos metamorfos e a casa Cadogan,  e vê Ethan na linha de fogo, ela terá que decidir entre manter sua lealdade a Casa Cadogan e ao seu Mestre Sullivam,  ou passar a trabalhar como espiã de Mestres Vampiros, para a GV…

QUER SABER MAIS? ACESSE: http://www.chloeneill.com/

VAMPIT

J. P. Santos. Agradesce.

https://vampitdivulgalivros.wordpress.com

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

GOSTOU?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s