NIGHT PRINCE -1° livro – ONCE BURNED

DE: JEANIENE FROST

once burned

     “… – Tudo bem – eu disse, tentando soar dócil. – Você está me machucando – eu acrescentei para ver se aquilo o faria afrouxar os braços que me prendiam.

     Funcionou. Então meu captor não era cruel como Jackal ou os outros. Sem  aquele aperto resistente me cimentando no lugar, eu fui capaz de me afastar o suficiente para olhar atrás de mim.

     O vampiro que me agarrou era Afro-Americano musculoso que vi falando com Vlad hoje mais cedo. Acho que o incendiário chegou com reforços, mas me manter refém não era parte de nosso acordo. O homem  me olhou de cima abaixo, fazendo careta quando o seu olhar seguiu a cicatriz que descia em ziguezague da minha têmpora até minha mão direita.

    Eu estava tão acostumada com aquela reação de pena: não extraia nenhuma dor de autoconsciência. No momento, eu estava grata por cada vantagem que tinha vinda de compaixão induzida.

     – Acho que torci meu tornozelo, – eu disse, levantando o pé do chão para dar mais efeito. Hey eu estava ficando melhor nessa coisa de mentir! – Você podia olhar?

      O vampiro me soltou, começando a ajoelhar do jeito que eu esperava, sua atenção estava em meu tornozelo quando eu o estendi, me inclinando para frente como se eu tivesse problema de equilíbrio. Um toque da minha mão direita em sua cabeça deveria incapacitá-lo tempo suficiente para eu fugir. Eu estiquei a mão…

     – Toque nele e eu revogo minha promessa de não lhe ferir.

    A voz de Vlad cortou o ar da noite, congelando a minha mão a um centímetro do seu objetivo. O outro vampiro se levantou imediatamente, ficando novamente alerta. Merda! Gritei silenciosamente. Como Vlad sabia o que eu ia fazer?

     – Do mesmo jeito que eu sabia que você estava me espionando antes, – ele respondeu com divertimento sarcástico. – Você tem suas habilidades incomuns. Eu tenho as minhas, e ler mentes é uma delas.

     Ler mentes. Não é de se admirar que ele fosse capaz de me ouvir quando estabeleci uma ligação com ele! Lentamente eu virei em direção a sua voz. Chamas ainda saiam  pela janela do hotel iluminando Vlad com um brilho laranja. Ele caminhou em nossa direção enquanto arrastava alguém que estava tão coberto de fuligem e crostas que eu não podia dizer qual dos meus captores ele era.

     – Onde estão os outros? – eu perguntei, tentando soar calma.

     Suas feições estavam brumosas por causa da fumaça e das sombras, mas captei um  vislumbre de dentes brancos

     – Cinzas.

     Seu prisioneiro tentou escapar, mas Vlad o segurou com mais força até seus dedos desaparecerem na carne escurecida debaixo deles. Eu desviei o olhar, meu estômago revirando. Sirenes puderam ser ouvidas sobre os murmúrios das pessoas que vinham dos seus quartos do hotel para encarar abobadas, o fogo. Vlad não estava perturbado, como se atear fogo em um quarto de hotel e então conter um vampiro queimado fosse o que ele normalmente fazia em uma quinta a noite.

     – Você tem o que queria – eu disse, ainda tentando soar controlada – agora mantenha sua palavra em nosso acordo e deixe-me ir.

     Aquele olhar esmeralda parecia me atravessar. – Eu concordei em não te ferir. Quanto a deixar você ir, eu irei… depois de termos uma conversa mais detalhada.

     O desespero caiu em mim. A ideia de Vlad ter uma conversa detalhada provavelmente significava tortura seguida de execução. Eu deveria saber que alguém que queimava, de forma insensível, várias pessoas até a morte não iria honrar sua palavra em me deixar ir. Mas inacreditavelmente eu ouvi a voz de Marty acima do barulho das sirenes.

     – Corra Frankie, corra!

     Vlad virou em direção ao som bem a tempo de ver Marty ir em direção a ele com se tivesse sido lançado de um canhão. Eu me perguntei por que ele não tinha feito nada quando fui sequestrada, mas ele devia ter me seguido e ficado escondido até achar que tinha a melhor chance de me resgatar. O problema era que, essa não era a melhor chance.

     Tudo pareceu acontecer em câmara lenta ao invés de acelerado dessa vez. O parceiro de Vlad sacou uma faca de prata e me empurrou para o chão. Vlad não fez nenhuma tentativa para evitar o ataque de Marty, mas continuou segurando o vampiro queimado e ampliou sua postura com se desafiasse Marty a derrubá-lo. Estava escuro, mas acho que vi a expressão determinada de Marty um instante antes de seu corpo colidir com o de Vlad. Como se estivesse presa em um pesadelo, vi Vlad absorver o impacto enquanto permanecia de pé, sua mão mortífera que estava livre irrompeu em chamas quando ele esticou para o meu amigo.

     – Não! – eu gritei.

   Ao invés de correr como Marty mandou, eu me atirei sobre Vlad. Minha mão direita pousou em sua perna, o desespero fazendo aquelas odiosas correntes internas saindo de mim para ele com mais poder que o normal.

    Com o meu pânico e a voltagem que canalizei no soquete de luz, Vlad deveria ser jogado do outro lado do estacionamento. Ao invés disso, ele permaneceu onde estava. O único efeito foi um tremor que o moveu e o cheiro de ozônio que superou brevemente o cheiro  da fumaça. Aquela mão em chamas agarrou Marty antes que eu registrasse que ele se moveu e então a cabeça negra de Vlad se virou em minha direção, olhos brilhantes cor de esmeralda encontrando o meu olhar chocado.

     – Isso  – ele disse de forma articulada, – Foi grosseiro.

    A visão dele contendo dois vampiros, que se debatiam , foi a última coisa que vi antes da minha visão ficar cinza…”

(Traduzido por fãs) Equipe Night Huntress de tradução.

 ONCE BURNED –  Ou, Uma vez Queimado. – Leila conhecida como Frankie era uma garota de circo, passava a maior parte do tempo se exercitando com Marty, para manter a forma nos trampolins.

Quando criança sofrerá um terrível acidente, que quase a levou a morte. Mas quando se recuperou  ela descobriu que tinha adquirido algumas  habilidades estranhas…

Vlad Tepesh, um dos vampiros mais temidos de todos os tempos. O empalador, citado em velhas histórias de terror, como Drácula. Mas que não o chamassem de Drácula, se tivesse amor à vida. Vlad tem a habilidade de controlar o fogo e tem um temperamento explosivo. São poucos os inimigos que conseguem enfrentá-lo e não sair tostado. Até aparecer uma mortal com poderes  mais impressionantes que os seus… Ela fora capturada por seus inimigos e usada para destruí-lo. Mas o que eles não contavam era que, quando Vlad e Leila se encontrassem seus poderes iriam consumi-los em uma grande atração.

Mas será se esta atração que se incendeia entre eles será suficiente para unir suas forças e derrotar um velho e poderoso inimigo de Vlad?

QUER SABER MAIS? ACESSE:   http://jeanienefrost.com/

volte a,

VAMPIT

J. P. Santos. Agradesce.

https://vampitdivulgalivros.wordpress.com

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

GOSTOU?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO.

2 Respostas para “NIGHT PRINCE -1° livro – ONCE BURNED

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s