CONTOS MEDONHOS – A PRISIONEIRA

DE: LEÔNIDAS GREGO

contos medonhos

“… Ouvia, por longas horas pedidos de socorro, ou gemidos de dor, pois as pancadas explodiam nos corpos dos prisioneiros. Estava ali havia meses, porém, já havia perdido a noção de tempo. A angustia era dilacerante no seu ser, pois, sabia que chegaria a sua vez de apanhar. Eram murros e chutes, pancadas de porretes nas canelas – só de imaginar, a dor já lhe torturava de forma antecipada. Puxões nos cabelos e cusparadas no rosto. O musgo asqueroso, que saia da boca do carcereiro, em forma de cuspe, a feria mais na alma do que as pancadas que lhe davam pelo corpo, enquanto ela sentia um asco indescritível…”

A PRISIONEIRA – Acometida pelo ciúme de uma rainha, uma linda Dama da Corte fora aprisionada junto a outros presos num calabouço. Sofria maus tratos todos os dias nas mãos do carcereiro, mas sonhava que um dia o rei descobrisse onde ela estava e a libertasse…  do seu pesadelo.

QUER SABER MAIS? ACESSE:  http://www.leonidasgrego.wordpress.com

VAMPIT

J. P. Santos. Agradesce.

https://vampitdivulgalivros.wordpress.com

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

GOSTOU?

DEIXE O SEU COMENTÁRIO.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s