ANTOLOGIA SINISTRO 3 – VOCÊ DORME?…

DE JUSSARA PIRES

 

sinistro

  “Tornara-se viúva tão jovem, com dois filhos ainda pequenos para criar. A trágica morte de seu primeiro marido deixou-a sem nada, nem um tostão. Nem ao menos para se alimentar. Agora estava ela cá de novo, passando por outra tragédia… Mas seria, meu Deus, esse o seu destino? E seu pai com certeza não iria lhe prestar os pêsames. Mas ela não ligava, porque dessa vez o falecido tinha dinheiro. Abraçou de novo o caixão e soluços mais fortes sacudiram seu corpo.

  − Carol, amiga, venha! Deixa o homem ser enterrado, deixa! – disse Flávia, penalizada com o estado de sua amiga.

 − É mesmo, amiga! Ele nem merecia tantas lágrimas suas, menina! O homem era um bruto. – concordou Ana, abraçando Carol.

  − Você devia estar agradecida dele ter se ido, viu? O homem lá em cima deve saber o que está fazendo. – completou Justina, consternada.

  E assim, aos poucos, conseguiram afastar a Carol do caixão. Ela estava inconformada com a trágica morte do seu segundo marido. E o caixão ia fechado, pois o estado do corpo era lamentável…”

VOCÊ DORME?… – Em um lugarzinho esquecido por Deus, nasceu Carol Carolina, a princesinha de Poço Escuro. Seu futuro estava traçado para a riqueza, mas o destino a tomou para uma vida pobre e sofrida.

Por amor ela faria tudo, mas por desamor ela faria mais ainda…

QUER SABER MAIS? ACESSE: 

 https://www.facebook.com/pages/Jussara-Pires/

Contato:

 jugloxinia@uol.com.br

MEU MARIDO, MEU AMANTE, MEU ETERNO NAMORADO

DE: JUSSARA PIRES

 

 

Dormir e acordar juntos, o relacionamento é claro, se desgasta. É preciso sempre regar as flores para elas desabrocharem sempre belas.

Aproveitando o dia dos namorados resolvi fazer-lhe uma surpresa. Mas para isso era preciso preparar o terreno.

Peguei os filhos na escola e despachei para longe. Dei uma passadinha no mercado e comprei o necessário, ainda passei em uma loja e comprei um presente. Cheguei em casa esbaforida, corri para deixar a casa limpa. Fiz as unhas, o cabelo e coloquei uma roupa bem bonita.

Mesa posta, cama arrumada e no forno um assado. Olhei pela janela, cansada, tudo preparado para o jantar surpresa.

Sentei esperando… O relógio na parede pendurado marca o tempo num tic-tac sincronizado. Passou dez minutos e nada. Passou meia hora, uma hora, depois de duas eu já estava desesperada! O tic-tac me atormentando. Bateu a ideia de que ele estava me traindo. Será? Mas se fosse isso…

Já me vi pegando a dita cuja, eu levaria pra ela as roupas sujas dele, principalmente as cuecas borradas. E é claro, não iria deixar nem um dente em sua boca. Com ele eu iria pegar pesado, tirava tudo, não deixaria nem um tostão em seu bolso. Arrebentaria o carro, as roupas faria picados. Contrataria até alguém para deixar o olho dele roxo.

Eu estava furiosa só em pensar que ele poderia estar me traindo. Mas ao ouvir a freada do carro na porta, dei uma última olhada no espelho. Ele só deveria ter se atrasado um pouco, foi isso! Expectativa. Ansiosa. De braços abertos eu o recebi. Eu esperava pelo menos um abraço, e quem sabe um beijo. Ele entrou, mas não deu nem boa noite, passou por mim, e desmaiou no quarto.

Fiquei arrasada!

Passei a noite inteira chorando e, o amaldiçoando a morte. Acabei dormindo com os olhos inchados e pensando na minha sorte: “ele deve estar com outra, só pode. Mas amanhã ele vai ver, eu tiro isso a limpo.”

Desperto com alguém me chamando.

 ― Acorda amor!

Abro os olhos. Estou sentada na cadeira a qual me sentei na sala. A casa está coberta de pétalas, velas acesas e o jantar posto na mesa. E o meu amado com um buquê de rosas na mão, sorrindo.

Olhei automaticamente para o relógio, só tinha passado vinte minutos. Tinha dormido cansada. Caí na gargalhada.

 ― Ué! Do que está rindo, fiz algo de errado!

 ― Não meu bem! Está tudo certo. Perfeito! Foi apenas um sonho… Um sonho não, um pesadelo!

Meu marido, meu amante. Meu eterno namorado… Mas com um olho fechado e o outro aberto.

 

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

COLETÂNEA SONHOS E PESADELOS – SONHANDO ACORDADO

SE JUSSARA PIRES

sonhos e pesadelos

   “… Sonhava ganhar na loteria, e naquela semana estava acumulada.  Peguei todo o resto do dinheiro do mês e joguei.

    – O chefe tá zangado. É a terceira vez nessa semana que você chega atrasado, meu! Tá querendo perder o emprego, irmão?

    – A culpa é dos políticos, que não fornece uma melhor infra-estrutura de transporte para os cidadãos.

    – Se liga cara! Todo mundo aqui rala igual e chega cedo. Só tu acha que pode ter mais privilégio? Vai acabar dançando, malandro! Depois não diga que não avisei! Toma, pega a papelada e vá prá sua mesa meter as caras. O chefe quer tudo pronto até o fim do dia. Falou?

   – Merda! Tudo isso? Pô cara, esse Mané esta tirando meu couro. Estou fazendo o trabalho de três e não recebo nada a mais por isso!

    – Agradeça estar empregado, cara! E fazendo trabalho de três. Eles foram postos para fora para garantir seu emprego. Pense nisso!

    – Eu não fico aqui por muito tempo – bati no meu bilhete do bolso. – Aqui está a minha liberdade, é hoje! Esse fim de semana eu fico rico. Nunca mais irei trabalhar prá Filho da P… nenhum! Comprarei uma mansão. Viajarei o mundo todo, belas mulheres, um lindo carro e muitos empregados. Não vou viver essa vida de merda ganhando salário de fome e pegando ônibus com um monte de gente suada, a vida toda. Comer feijão com arroz, todos os dias, sem carne?  Eu não nasci prá isso, irmão, eu quero meu lugar ao sol.

    – Tá bom! Vai sonhando! Mas aproveita e faz teu trabalho direitinho ai, tá? Até ganhar. Prá não ficar desempregado…”

SONHANDO ACORDADO – Um trabalhador cansado da dura vida que levava sonhava com dias melhores. Fazia planos e tinha certeza que iria ganhar na loteria, iria ficar rico. E com o bilhete premiado no bolso viu sua vida mudar da noite pro dia… E seus sonhos virarem pesadelos!

QUER SABER MAIS? ACESSE:  (jugloxinia@uol.com.br).

VAMPIT.

J. P. Santos, agradece.

https://vampitdivulgalivros.wordpress.com.

Contato:

 jugloxinia@uol.com.br

GOSTOU?

DEIXE SEU COMENTÁRIO.

ANTOLOGIA THE KING – O LAGO

DE: JUSSARA PIRES

THE KING

“… — Com o que ele parecia? — disparou Chris. — Um lobisomem… Um vampiro…
Mais risadas.
— Não debocha Chris. Foi o dia mais assustador da minha vida.
— Ah, é! Então me diga: o que você está fazendo aqui?
— Ora! Eu era muito boba naquela época. Com certeza foi um maluco no mato, chapado, ou alguma coisa parecida. Sei lá! — ela riu. — Foi engraçado! Mas no dia, eu quase me mijei de medo.
— Tias! Eu não tô gostando dessa conversa. Você disse que seria um fim de semana romântico…
— Não cai na pilha de Kat, Lia. Ela só quer assustar a gente, não vê? — disse Matias.
— Se acha que é mentira, então vai lá e confere pessoalmente, valentão!
— Peraí! Peraí!… — disparou Nando. — Tô vendo uma oportunidade de mudar o astral do fim de semana, galera! O tempo, ao que parece, não vai mudar. O sol de amanhã se escafedeu, logo, não vai dar praia. Que tal pegar uma trilha até a cabana? Aposto que se houver algum monstro por aqui, ele mora lá. Não há lugar mais sombrio do que aquela cabana velha!…”

O LAGOSeis amigos vão passar o fim de semana em uma cabana perto de um lago. Mas uma  tempestade imprevista acaba com todo o clima romântico,  e tomar banho no lago, à noite, em meio a uma nevoa densa, transformou o que parecia perdido em um agradável jogo de terror. Só que eles não estavam preparados para o desfecho que os aguardava no…  Lago!

QUER SABER MAIS? ACESSE: 

http://antologiatheking.blogspot.com.br/p/autores.html

https://www.facebook.com/omisteriodassombras

CONTATO – (jugloxinia@uol.com.br).

VAMPIT

J. P. Santos, agradece.

https://vampitdivulgalivros.wordpress.com.

Contato:

 jugloxinia@uol.com.br

GOSTOU?

DEIXE SEU COMENTÁRIO.