O TURNO DA NOITE – 3 VOL – O LIVRO DE JÓ

DE: ANDRÉ VIANCO

O LIVRO DE JÓ

    “… Desta vez Raul atirou-se novamente para dentro, soltando por cima da vampira, que levantou a arma e atirou acertando apenas a forração, enchendo a sala de pó de madeira. Raul caiu ao lado da jaula, batendo a mão contra ela. Ficou de pé e alinhou a jaqueta. Aléxia agitou-se com o cheiro de Raul tão perto, começou a chacoalhar ainda mais a jaula prateada, Isabela mirava para o indômito oponente mais uma vez.

  — Não se mexa, moleque. Vamos acabar com essa batalha desnecessária. Você me obedece e fica tudo bem.

   Virou-se Raul lentamente para Isabela, novamente com aquele sorriso de deboche, de canto de boca, olhando-a com superioridade.

     — Escuta aqui, ruiva, não sei onde vocês estavam com a cabeça na noite em que recrutaram quatro filhos de Sétimo. Achavam o que? Que não herdaríamos nenhum traço do papai? Achavam que teriam quatro cordeirinhos para tosquiar de vez em quando? E ainda por cima você me injetou  mais coisas de meu pai no sangue. Não sei o que você fez, mas mexeu com minha cabeça, meus músculos. Estou tinindo para partir a cara de alguém no meio.

      Isabela apontou para a cabeça de Raul e deu um passo a frente.

   — Se você der mais um passo, ruiva, eu acabo com sua raça e arremesso sua cabeça daqui a Niterói. Você e o Ignácio não dão conta, sozinhos…”

O LIVRO DE JÓ. – “Raul capturado por aquele momento mágico de soberba e alegria por ter dado fim um tão falado guardião de Jó, hipnotizado por aquele ritual sombrio e inescapável a qualquer ser vivente que era o desenlace do mundo vivo para a escuridão, acocorou-se perto do réptil, anfíbio, guardião do raio que o parta e inebriado, ficou a absorver aquela sensação. A morte deveria estar ali, bem ao lado da criatura, descendo seus dedos esqueléticos, igual para humanos, igual para guardiões,  igual para tartarugas, joaninhas e pelicanos. Ela, com o rosto de caveira,  desprovida de carne, parecendo sempre a rir e zombar dos viventes, tocaria no animal moribundo e engoliria a sua alma, para cuspi-la no Aqueronte.”

(Do livro)

QUER SABER MAIS? ACESSE: www.andrevianco.net/

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

Anúncios

O TURNO DA NOITE – VOL 2 – REVELAÇÕES

DE: ANDRÉ VIANCO

REVELAÇÕES

2° LIVRO

” … Brites, respirando rápido, enchendo e esvaziando os pulmões fazendo o contorno de seus músculos  e costelas se agitarem na frente da vampira não cria no que via. Caliópe estava livre das agemas e catracas de prata.

O que te espanta tanto, capitão de Exército?  perguntou Caliópe, com os olhos dourados e um sorriso encantador acompanhando sua voz de sereia.

Brites recuou até a madeira da bancada.

Caliópe soltou uma fita de seda de sua nuca e o vestido desgarrou-lhe do corpo indo ao chão exibindo todo o vigor e sensualidade de seu corpo de mulher. Os seios nus agiram como imãs sobre os olhos do capitão.

Acha que vivendo tanto tempo num mundo de trevas eu não aprenderia um ou dois truques, como exemplo driblar essa bobeira que é a prata?

Caliópe desceu as mãos de unhas afiadas  até a lingerie que cobria o seu sexo e num toque suave cortou as laterais da delicada peça rendada ficando completamente nua.

 Agora, capitão de Exército, você é meu prisioneiro… “

 O TURNO DA NOITE – VOLUME 2 – REVELAÇÕES  Temos nesse livro a presença da vampira  Caliópe.  Que se vê presa no quartel de Quitaúna, e sob a ameaça de ser morta a qualquer momento. Ela conta a sua história ao professor e historiador,  Delvechio. E ao capitão do Exército. Brites. Delvechio fica encantado com tantas informações históricas e Brites apesar de ser um homem capaz de lutar contra os mais monstruosos dos vampiros, se deixa fascinar  por sua beleza . Enquanto isso  os quatro vampiros recém-criados, contratados por Ignácio, descobrem as tramas que, que Ignácio finge ser. E eles acabam se rebelando contra ele. Mas será se eles conseguiram encarar um vampiro tão poderoso?

QUER SABER MAIS? ACESSE:    www.andrevianco.net/

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

O TURNO DA NOITE – VOL. 1 – OS FILHOS DE SÉTIMO

 DE: ANDRÉ VIANCO

“Os paramédicos do resgate desceram rapidamente. Perguntaram sobre o acidentado e foram levados para a beira do reservatório semi-instalado. Zetti os recebeu com um turbilhão de informações ao mesmo tempo.

 O que o senhor disse? Que tem um cachorro lá dentro?

 Não é um cachorro, não, doutora. Tem é um bicho maior que um bezerro lá no fundo.  intrometeu-se Chico, um dos pedreiros.

Os bombeiros trocaram um olhar preocupado.

 Eu acho que o que tem lá é um bicho encarnação do demônio.  completou Luís.

 Pára, gente. Pára. Eu também vi a coisa. É um cachorro grande. Bem grande.  cortou Zetti, antes que Luís falasse de novo sobre aquela patacoada de anjo da guarda e blábláblá. Se  deixasse o rapaz entrar nesse assunto era capaz da ambulância ir embora sem prestar  assistência alguma achando que estavam sendo alvo de gozação, de um trote idiota e criativo.

 Tô falando que não é cachorro, Zetti, saco! Eu desci lá! Eu vi os olhos dele! Não são olhos de cachorro, pode acreditar.

Você desceu lá?  perguntou um dos bombeiros.

Sim, senhor. Desci para ver se podia ajudar meu amigo. Mas eu não pude. Ninguém mais pode. Só o nosso Senhor Jesus Cristo e o Padre Cícero. Só eles pra dar jeito no Moacir.”

O TURNO DA NOITE – VOLUME 1 – OS FILHOS DE SÉTIMO  Depois de uma batalha terrível em que o próprio Sétimo desaparece surgem os filhos de Sétimo. Os recém nascidos que conseguem fugir da matança. Sozinhos sem ter quem os guie são abordados por Ignácio, um velho vampiro que os atrai com a promessa de proteção e ensinamentos em troca de suas habilidades para lutar contra o crime organizado.   Garante sangue, sem ter que matar inocentes.  Muito suspense, ação e mistério. Vampiros, lobisomens e anjos se misturam. Quem é o herói? Quem é o bandido?

VIDEO  http://www.youtube.com/watch?v=lQzu0-DTUOc

QUER SABER MAIS? ACESSE: www.andrevianco.net/

Contato:

jugloxinia@uol.com.br