RESENHA ‘ADULTÉRIO’

DE: PAULO COELHO.

 

Adulterio_RGB

 

 

AQUELE ALGO MAIS…

Como todas as histórias contadas por Paulo Coelho, essa também deixa uma vasta possibilidade de interpretações, que depende tão somente da vivência e da maturidade de quem for ler.

O adultério é o ato máximo da traição de um cônjuge que jurou fidelidade. Mas o adultério é normalmente cometido pela maioria dos homens, quase como uma ostentação de sua masculinidade. Porém, não é visto bem assim, quando cometido pelas mulheres…

Linda é a protagonista desta história. Ela é uma mulher bonita, bem relacionada, e tem um bom emprego. Sua vida financeira é estável, possui filhos adoráveis, um marido amoroso e compreensivo. E a maioria de suas amigas a invejam.  Não há motivos para ela se queixar da vida, porém, Linda não é feliz.

Quantas vezes nos perguntamos: será que a vida é só isso?

Pois bem! Foi o que aconteceu com Linda. A cada dia que passava ela se via mais infeliz, mas ela não sabia dizer o porquê. E pior… Ninguém parecia perceber a sua infelicidade…

E em busca de respostas, Linda procurou especialistas em todas as áreas, utilizou de seu trabalho como jornalista para não levantar suspeitas sobre suas atitudes. E acabou encontrando alguém que, assim como ela, vivia insatisfeito com o rumo que tomara sua vida. E neste interim, Linda canalizou essa empatia como sendo o elo perdido de sua história e acabou se envolvendo em um romance extraconjugal, se tornando meio que psicótica, capaz até de cometer um crime. Ariscando sua vida pessoal e profissional por uma louca aventura. Afinal de contas, quem era aquela mulher? Linda já não se reconhecia. E apesar de sentir-se angustiada por sua infidelidade, ela sentia-se também, mais viva do que nunca.

Isso a fez refletir, que apesar de sua vida parecer perfeita, faltava algo para ela ser feliz…

E não chega a ser uma surpresa encontrarmos pessoas que trilham caminhos preestabelecidos como sendo ideais para alcançar a felicidade. Mas que, debaixo desta falsa felicidade está estampado o descontentamento, por não ser verdadeiro consigo mesmo, e as frustações, por não fazer o que realmente gostaria de fazer.

Mas afinal, de quem seria a culpa da infelicidade e infidelidade de Linda?

Segundo a minha interpretação, a culpa seria tão somente de suas escolhas e dos caminhos que ela mesma traçou para chegar aos seus objetivos. Porque ao invés de viver para satisfazer aos seus anseios, ela vivia procurando satisfazer às exigências impostas pela sociedade: ser a mulher mais desejada, a mãe mais esperada, uma ótima profissional, ou seja: ter uma vida perfeita.

O pecado cometido por Linda, não chega a ser do adultério, mas sim, o de querer adequar-se a uma condição rotulada como ideal para ser feliz. Ela assim, acaba por trair a si mesma.

E ao procurar o algo a mais que faltava em sua vida ela acabou encontrando a resposta aonde nunca pensou que encontraria, e a única coisa de que precisava para ser feliz…Era simplesmente viver!

Uma história simples, comum e até boba, pode-se dizer. Mas com um conteúdo de profunda reflexão sobre a vida. E assim nos mostra Paulo Coelho, que a vida não é complicada é preciso apenas saber interpretá-la.

Muito bom, eu recomendo!

Por: Jussara Pires

Resenha ‘CONTE UM CONTO, VOLUME II’

PEQUENOS AUTORES…  GRANDES ESCRITORES!

CONTE UM CONTO II

Essa coletânea foi um dos lançamentos do ano 2014, através do Projeto Nascedouro, um selo da Editora Os Dez Melhores. Sendo o resultado da seleção de 63 textos produzidos a partir do desenho da capa do livro, a qual fora mostrada aos estudantes durante uma oficina literária realizada pela editora e escritora, Jana Lauxen, da Editora Os Dez Melhores. Os alunos, felizardos, do Colégio Estadual de Sananduva/RS, todos adolescentes, foram simplesmente sensacionais!

Alguns textos são simples e pequenos, mas com uma grande mensagem. E outros são tão bons que, até dá para duvidar que tenham sido escritos por simples estudantes. Bom demais!  Essa galera está de parabéns, causando inveja a muita gente.

 A ideia de levar a literatura para as mãos de pequenos autores foi muito boa. Restando-nos dizer apenas uma coisa… Queremos mais!

Bem! Agora é a parte mais difícil. Pois citar só um nome entre tantos autores parece ser injusto para os demais. Porém, para que vocês tenham o gostinho do que estão perdendo irei resumir um dos contos:

“A MALETA DA FELICIDADE”

De: Paula Manozzo Menon

Ela Conta a história de um rapaz que ao acordar durante a noite encontra em sua sala um misterioso homem carregando uma maleta. E ele diz ao rapaz que dentro dela contém algo muito especial: a felicidade. Mas o tal homem desaparece tão misteriosamente quanto o seu aparecimento, e por mais que o rapaz tente descobrir algo sobre ele não consegue. Daí em diante a história se desenrola entre coincidências, aparições e uma imagem encontrada em um panfleto. Até que um dia, depois de algum tempo, o rapaz encontra a tal maleta que sumira com o homem misterioso. E ele encontra uma grande surpresa dentro dela…

Uma história singela com um mistério a ser desvendado, e tem tudo a ver com a capa do livro. Parabéns, Paula, e a todos os outros novos autores que participaram dessa coletânea.

Esse livro já está na minha estante!

Por: Jussara Pires.

RESENHA ‘A MÃO DE CELINA’

 DE: JEREMIAS SOARES.

 

 

IMG_20141004_200316

Por: Jussara Pires.

     Edu é um homem sem motivos para viver, perdeu o grande amor de sua vida, Celina. Depois de alguns anos após a sua morte, ele pensa em atentar contra sua própria vida, mas muda de ideia por causa do beijo de uma mulher, estranha e misteriosa, Jana. E por causa dela, sua vida ganha um novo sentido.

   Uma sensação constante de estarem sendo vigiados e coisas sinistras começam a acontecer com eles. Mas Edu é cético e como todo cético, encontra sempre resposta para tudo. Até um dia em que sonhos se transformam em pesadelos; um sentimento de traição o consome; e a morte os espreita.

      Finalmente, Edu passa a acreditar que existe vida após a morte, que a morte não é o limite ou o fim de tudo, e que, um espírito não está vendo com bons olhos a sua nova companhia. Mas, apesar de estar muito assustado com tantos acontecimentos, ele quer descobrir qual o mistério que envolve a sua nova companheira para provocar a ira do espírito de sua ex.

       Uma trama fantasmagórica, com um final surpreendente.

       Gostei, Jeremias!

QUER SABER MAIS? ACESSE:

http://www.editoraosdezmelhores.com.br/livraria/

https://www.facebook.com/jeremias.soares.escritor?ref=ts&fref=ts

RESENHA ‘CONTOS DE AMOR E CRIME: UM ROMANCE VIOLENTO’

DE: AFOBÓRIO.

 AMOR E CRIME

 

Por:  Jussara Pires

 

Um criminoso chamado Jozz relata a sua vida através das mãos do escritor, e conta tudo o que vivenciou. Conta que foi destinado desde antes de nascer, a crescer em meio à violência e a discriminação racial que muitos dizem não existir, porque filho de marginal é marginal e não pode ser outra coisa. É o que impõe a sociedade.

Sua mãe era uma prostituta, e ele viveu à sombra de um cafetão que também era traficante. Foi assim que ele foi criado. A sua educação foi a vida quem deu, a sua sala de aula foi a rua, e o seu aprendizado foi a sobrevivência. E neste contexto, matar ou morrer passa a ser o seu destino. É assim que Jozz ganha o mundo e passa de aprendiz a mestre do crime.

A única coisa que acalenta o peito vazio de Jozz é o amor que ele sente por uma mulher que também é sobrevivente desta mesma sarjeta. É o que o torna forte para continuar a sua jornada. Pois a ele, nenhuma porta foi ou será aberta. Pessoas como ele, que não tem dinheiro, que não tem endereço, e que nunca teve uma educação descente, são consideradas dejetos, e como dejetos elas se reportam à sociedade. Uma sociedade hipócrita que cria todos os dias, outros filhos iguais ao Jozz.

É uma estória violenta, sem dúvida. Que nos mostra toda a brutalidade que a sociedade produz e que está presente em nosso dia a dia. E virar as costas para esta realidade é enfiar a cabeça na areia e não querer ver o que está acontecendo a nossa volta.


O recado está dado.

Parabéns, Afobório, um ótimo romance… Violento.

QUER SABER MAIS? ACESSE:  

http://www.editoraosdezmelhores.com.br/livraria/

https://www.facebook.com/pages/Afob%C3%B3rio/235373916615026?fref=ts

A ESCALADA DE EVA – AS DUAS FACES DE UMA HISTÓRIA

DE: ELAINE ELESBÃO

 

Índice

  “… Arregalo os olhos, pisco inúmeras vezes e a imagem não desaparece, é bem real para mim. Ele está tão absorto em seus pensamentos que nem me nota, se é que existe de verdade.

      Pensei que fosse enlouquecer quando tudo aconteceu, mas não mais agora. Hoje sei lidar com a dor, com a saudade, até com a perda, com os sonhos, com os pesadelos, mas jamais pensei que começaria a delirar. Só pode ser a data, dez anos de perda, céus!

    De repente, ele dá conta da minha presença, vira em minha direção, “me olha” nos olhos, e eu tremo. Não é possível que outra pessoa tenha os mesmos magníficos olhos verdes, o mesmo nariz perfeito e os cabelos dessa tonalidade castanho-dourada tão especial. O mesmo rosto que tanto amei me olha, encara. É o Nicolas como deveria estar agora, dez anos mais velho, estou quase certa de que não pode ser outra pessoa.

      Ele continua me olhando e, apesar de perceber o brilho em seu olhar, noto que demonstra não me reconhecer. Será que mudei tanto assim?

     Arrumo coragem não sei de onde, encho o peito e falo com a voz embargada:

     ― Sou eu, a Eva. Você não está me reconhecendo?

   ― Oi, Eva, desculpe. Nos conhecemos de onde? Tenho certeza de que me lembraria de você.

    Não reparo quando a porta da sala da Sara abre, só noto quando ela pigarreia e fala:

       ― Boa tarde, doutora Eva. Por gentileza, doutor Thomas, pode entrar.

    Thomas? Jura? Não acredito nisso, esse é o Nicolas, porque não podem existir duas pessoas tão iguais assim, nem os irmãos de Nicolas parecem tanto com ele…”

A ESCALADA DE EVA   Eva sofre a perda de um grande amor quando ainda jovem, e durante anos não consegue amar mais ninguém. O que a faz ficar conhecida por destroçar corações em seu caminho. Mas, um dia, ela acaba conhecendo um homem misterioso de temperamento instável e possessivo. E acaba se envolvendo com ele. Mas intrigada por ele se parecer tanto com o seu antigo amante, ela procura saber qual seria a sua verdadeira história. Ele teria ou não, no passado, algum relacionamento com seu ex?

 QUER SABER MAIS? ACESSE:  

http://www.elaineelesbao.com.br/

 

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

IRMANDADE DA ADAGA NEGRA – 11° LIVRO – AMANTE FINALMENTE

DE: J.R.WARD

 

amantes finalmente

“­­­­­­­­­… ― Estou feliz que as pessoas estejam vindo te ver ― ele murmurou, sentindo-se como se tivesse de dizer algo.

 ― Oh, sim, elas estão ― Layla olhou para longe, fazendo careta ― Um bom número delas.

Qhuinn franziu o cenho.

― Ninguém estranho, porém, certo?

Ele não podia imaginar que, se teria alguém na casa que iria querer outra coisa se não ajudar, mas ele tinha que perguntar.

 ― Não… Não estranho.

 ― O que? ― Layla apenas tocou a capa da revista que estava no colo, que tinha em sua capa um rosto moreno, cabeça oca, olhos inexpressíveis, atraente e tolo. Torcia e voltava para o normal, distorcia e voltava para o normal. ―  Layla. Diga-me.

Assim, ele poderia estabelecer alguns malditos limites se fosse preciso.

Layla empurrou o cabelo para trás.

 ― Você vai pensar que eu sou louca ou… Eu não sei.

Ele se aproximou e sentou-se ao lado dela.

 ―  Ok! Olhe, eu não sei como dizer isso direito, então, eu só vou dizer. Você e eu, nós vamos estar diante de um monte de… Você sabe… Merdas pessoais.  oh, Deus, ele realmente esperava que ela mantivesse a gravidez. ― Podemos   muito bem começar a ser totalmente honesto um com o outro agora. Seja o que for, eu não vou julgar. Depois de toda a porcaria que eu fiz na minha vida, eu não estou julgando ninguém por nada.

Layla respirou fundo.

 ― Tudo bem… Bem, Payne veio e me viu na noite passada.

Ele franziu a testa novamente.

 ― E…

―  Bem, ela disse que podia ser capaz de fazer algo pela gravidez. Ela não tinha certeza se iria funcionar, mas não achei que ela iria me machucar.

Uma pontada de medo fez o peito de Qhuinn apertar seu coração. V e Payne tinham essa coisa sobre eles que não eram deste mundo. E isso
era legal. Mas não em torno de seu rebento, pelo amor de Deus, a mão de V matava tudo que tocava…

 Ela pegou a mão dela e colocou-a na minha barriga, bem onde o bebê estava… A sensação era de diarreia, o sangue subiu para a cabeça de Qhuinn, bateu duro.

 ― Oh, Deus!

― Não, não… ― ela disse para ele ― Não foi ruim! Parecia… Bom, na verdade. Eu estava… Banhada na luz que fluiu através de mim, fortalecendo-me. Curando-me. Era focado no meu abdômen, mas foi muito mais longe do que isso. Depois disso, no entanto, eu fiquei tão preocupada com ela. Ela caiu no chão ao lado da cama… ― Layla fez sinal para o chão. ― Mas então eu perdi a consciência. Devo ter dormido por um longo tempo. Quando eu finalmente acordei, foi quando eu me senti… Diferente. No início, eu achava que era porque o aborto tinha parado, porque tinha… Chegado ao fim, de vez. Eu corri para fora e encontrei Blay, e ele me levou para a clínica. Isso foi quando você veio e a doutora Jane disse-nos que… ― a mão de Layla tocou seu abdômen inferior, e depois permaneceu lá. ― Isso foi quando ela nos disse que o nosso bebê ainda está conosco. ― Sua voz quebrou naquele ponto, e ela piscou rapidamente. ― Então, você vê, eu acho que ela salvou a nossa gravidez.

Depois de um longo momento de choque, Qhuinn sussurrou:

 ― Ah… Merda!”

(Traduzido por fãs)

AMANTE FINALMENTE ― Em Caldwell, Nova Iorque, um dos guerreiros vampiros aliado a Irmandade da Adaga Negra, fora  rejeitado por sua própria família de aristocratas, por ser diferente. Ele encontra entre os brutos guerreiros da Irmandade, sua própria identidade. Mas mesmo com a expectativa de ter o nascimento de um filho seu com uma das escolhidas, ele se encontra sozinho. Porque o dono de seu coração é um amor proibido, que nem ele mesmo acredita ser possível…

 

QUER SABER MAIS? ACESSE:   www.jrward.com

 

Contato:

jugloxinia@uol.com.br

 

 

O DIÁRIO DE UM MAGO

DE: PAULO COELHO

 

O  Diário De Um Mago

“E com a ponta de sua espada feriu levemente minha testa. A partir daquele momento eu não precisava mais ficar em silêncio. Não precisava esconder aquilo do que era capaz, nem ocultar  os prodígios  que havia aprendido a realizar no caminho da Tradição. A partir daquele momento eu era um Mago.

Estendi a mão para pegar a minha nova espada, de aço que não se destrói e de madeira que a terra não consome, com seu punho preto e vermelho, e sua bainha preta. Porém, na hora que minhas mãos tocaram na bainha e que eu me preparava para trazê-la até mim, o Mestre deu um passo a frente e com toda a violência pisou n os meus dedos, fazendo com que eu gritasse de dor e largasse a espada.

Olhei para ele sem entender nada. A luz estranha havia sumido e o rosto do Mestre tinha agora a aparência fantasmagórica que as chamas da fogueira desenhavam.

Ele me olhou friamente, chamou minha mulher e lhe entregou a nova espada. Depois virou-se pra mim e disse:

– Afasta sua mão que o ilude! Porque o caminho da Tradição não é o caminho dos poucos escolhidos, mas o caminho de todos os homens! E o Poder que você pensa que tem não vale nada, porque não é um Poder que se divida com outros homens! Você deveria ter recusado a espada, e se você tivesse feito isso ela lhe seria entregue, porque seu coração estava puro. Mas como eu temia, no momento sublime você escorregou e caiu. E por causa da sua avidez, terá que caminhar novamente em busca de sua espada. E por causa da sua soberba, terá que buscá-la entre os homens simples. E por causa do seu fascinio pelos prodígios, terá que lutar muito para conseguir de novo aquilo que tão generosamente ia lhe sendo entregue.

Foi como se o mundo tivesse fugido dos meus pés…”

O DIÁRIO DE UM MAGO –  Em um ritual de magia, um aprendiz está para concluir seu treinamento, que o tornará um Mago. Quando ele já se vê possuidor de todo o Poder, que tanto almeja, é surpreendido por seu Mestre ao declará-lo ainda não preparado para receber sua espada. Ele terá que fazer uma viagem para encontrar sua espada de novo. Mas durante  sua peregrinação ele desvendará alguns mistérios em seu caminho e a verdadeira magia que envolve sua espada… No Caminho de Santiago.

QUER SABER MAIS?  ACESSE:  paulocoelho.com/br/

Contato:
jugloxinia@uol.com.br